16 de janeiro de 2019

Guia Completo sobre Curaçao

Curaçao já estava nos nossos planos há muito tempo, pela sua beleza, muita vida marinha, um Caribe mais rústico e praias incríveis.

Após algumas tentativas, nesse início de ano (2019) tivemos a oportunidade de passar a virada do ano na ilha e curtir 6 maravilhosos dias.

Confira também, 10 lugares imperdíveis em Curaçao.

Playa Piskadó

Se você está procurando um guia completo de Curaçao sobre como chegar, como se locomover, quantos dias ficar, quando visitar, moeda e tudo mais, você chegou no lugar certo. Queremos ajudá-los a conhecer mais sobre esse destino fascinante, porém não muito explorado por nós brasileiros e tão perto de nós.

Onde fica localizada Curaçao?

Apesar de muitos acharem que Curaçao está localizada na América Central, a ilha faz parte da América do Sul e é banhada pelo maravilhoso mar do Caribe.

Aruba, Bonaire e Curaçao são três ilhas localizadas próximas a Venezuela, estão fora da rota de furacões e formam o conjunto das Ilhas ABC.

Entendendo um pouco mais a Ilha:

Curaçao é uma ilha de colonização Holandesa, porém hoje é um país independente. Engana-se quem pensa que a ilha é pequena (nós também nos surpreendemos). A ilha possui 160.000 habitantes e 444 km, por isso é super importante alugar um carro para se locomover.

Qual idioma do país?

Apesar de ser um país colonizado pela Holanda não só de holandês que se vive em Curaçao rs. Os idiomas falados são: inglês, papiamento (idioma oficial), holandês e espanhol. Mas não se preocupe, é muito fácil se comunicar na ilha. Se você não sabe inglês, eles fazem questão de tentar um espanhol/portunhol.

O mais impressionante na ilha é que todos eles falam no mínimo duas línguas (inglês e papiamento), mas em muitos lugares, haviam pessoas que inclusive arranhavam no português.

Como chegar?

Até dezembro de 2018 não haviam voos diretos do Brasil para Curaçao, mas graças a Divi Divi Airlines que chegou nas terras brasileiras, agora é possível realizar um voo direto de SP-Curaçao com duração de 6 horas com partidas aos domingos. É ou não é demais?

Caso você não tenha disponibilidade em voar no domingo ou queira aproveitar alguma boa promoção de passagem ou ainda, aproveitar sua viagem para um stop over em algum país, é possível voar para Curaçao de Copa Airlines com escala no Panamá, de Avianca com escala em Bogotá ou de American Airlines com escala em Miami.

Qual a melhor época para visitar?

Curaçao pode ser visitada o ano todo, pois as temperaturas são sempre altas. De novembro a março é alta temporada pois é o inverno na Europa e os Holandeses aproveitam para passar férias por lá.

Para nossa sorte, Curaçao junto com Aruba e Bonaire, estão fora da rota de furacões.

A probabilidade de chuvas são baixas e também quando ocorrem são passageiras, então não se assuste se seu dia amanhecer chuvoso pois logo passa e o céu abre. 🙂

A ilha venta muito, isso é ótimo para aliviar o calor, porém entre junho e julho os ventos são mais fortes.

Ps: em algumas praias os ventos eram tão fortes que não conseguíamos subir o drone.

Qual moeda levar?

As moedas aceitas na ilha são o florins (moeda local) e dólar.

Nós levamos tudo em dólar e não necessitamos trocar por florins em momento algum. Todos os estabelecimentos aceitam dólar porém algumas vezes, eles dão o troco em Florins.

Dica: cuidado com os trocos, vale dar uma conferida se a conversão do dólar para o florins veio correta. Geralmente você não perde nisso.

É preciso visto ou vacina para entrar no país?

Não há necessidade de visto para entrar no pais, somente passaporte com validade mínima de 6 meses, ou seja, acesso muito fácil para nós brasileiros. Importante se atentar, caso o seu voo faça escala em Miami, é imprescindível o visto americano emitido e válido.

Em relação a vacina da febre amarela, desde março/18 passou a ser exigido o comprovante de vacinação na entrada ao país, porém fomos agora em 31/12/18 e não nos pediram nada. Aconselho ir devidamente prevenido como fomos pois não sabemos quando pedirão.

Quantos dias ficar?

Quantos dias ficar em um local é muito relativo, vai depender do tempo e orçamento de cada um, porém em Curaçao podemos dizer que 6 dias são suficientes para curtir à vontade e ainda repetir algumas praias, ou seja, caso o tempo esteja curto ou queira conjugar com Aruba (muito comum esse roteiro) 5 dias também é possível conhecer bem.

Como se locomover?

Em Curaçao é imprescindível alugar um carro para se locomover. Não tente ir sem, pois isso poderá prejudicar razoavelmente sua experiência lá. A ilha é grande (surpreendentemente grande) e não há facilidade em transporte público e as praias ficam bem distantes uma das outras.

Para ajudar na sua viagem, nós temos um cupom de desconto na Rent Cars em aluguel de carro que você pode reservar RentCars e não paga nada a mais por isso e ainda nos ajuda a manter o blog sempre atualizado com mais dicas para vocês. 🙂

Para chegar nas praias nós utilizamos waze e foi super tranquilo encontrar todas elas. Sempre coloque sua rota antes de sair do hotel, pois caso perca o sinal, o waze mantém a última rota traçada.

Onde se hospedar?

A capital de Curaçao é Willemstad onde ficam os bairros Punda e Otrobanda e a maioria dos hotéis como o famoso Renaiscense e Saint Tropez. E para os mais abastados, nessa região temos, o luxuoso e requintado Baose.

Existe também a região de Piscadera que é mais no centro da Ilha e próximo ao aeroporto, onde fica o famoso Hilton.

Em Jan Thiel, ficam localizados alguns condomínios mais chiques da ilha, é uma região mais ao sul e mais glamourosa, há 15 minutos da Capital onde fica o famoso e lindo Papagayo Beach Resort com sua super piscina de borda infinita.

E Westpunt, onde ficam as praias mais exóticas da ilha.

Como nós fizemos? Optamos por dividir nossa hospedagem em duas: centro e norte, pois queríamos viver uma experiência local e ficar pertinho das praias mais exóticas. Amamos a escolha!

Na nossa primeira noite, por ser noite de ano novo, queríamos estar no centro, perto da queima de fogos. Nós nos hospedamos no Scuba Lodge, que você pode reservar pelo booking.com clicando nesse link.

Piscina do hotel

Nas 4 noites seguintes, ficamos num Airbnb fofo em Westpunt e para nós, foi uma experiência incrível.

Nosso AirBnb

Na última noite voltamos para o Scuba Lodge e como já havíamos nos hospedado e deixado avisado que voltaríamos, não houve problemas nem burocracias de checkin, foi somente entrar novamente.

Esperamos que tenham gostado desse guia, aproveite e confiram nosso roteiro completo com os 6 dias na ilha.

Se gostou, deixe seu comentário. 🙂

  • paula
    11/03/2019

    pretendo ir setembro sozinha 😁
    vcs nao foram ate Aruba?

  • Top