15 de abril de 2019

Machu Picchu: Dicas, onde fica, como chegar, onde se hospedar e MUITO MAIS!

Se você chegou até aqui é porque já está se imaginando vivendo a emoção de conhecer a cidade perdida dos incas, certo?

Machu Picchu é um dos lugares mais visitados do Peru e do mundo, patrimônio natural da humanidade pela Unesco e uma das 7 maravilhas do mundo. É um daqueles lugares que todo mundo precisa conhecer pelo menos uma vez na vida.

Machu Picchu Peru Dicas

Machu Picchu Peru

A cidade fica a 2.400m de altitude e dizem que foi povoada de 1450 a 1540, ela fica no topo de uma montanha com abismos e é impressionante imaginar como construíram um local com tamanha perfeição no topo de uma montanha. Durante séculos, Machu Picchu ficou escondida na selva e em 1911 Hiram Bingham descobriu o local.

Em setembro de 2017 realizamos o sonho de conhecer esse local e vimos ao longo do planejamento o quanto era difícil montar um roteiro de Machu Picchu.

Por isso, neste post vamos falar sobre quando ir a Machu Picchu, onde fica, como chegar, como subir as ruínas, onde se hospedar, melhor horário para visitar as ruínas e muito mais ….

Quando ir a Machu Picchu?

Se você deseja correr menos riscos de chuvas em sua tão sonhada visita a cidade perdida dos incas, a melhor época para visitá-la é no período de secas que vai de maio a outubro. Nessa época as chances de chuvas são menores em especial em junho, julho e agosto e os dias são quentes com uma temperatura amena entre 17° e 19°. Nós visitamos em setembro e pegamos o tempo ótimo.

O período das chuvas vai de novembro a março e o mês que mais chove é fevereiro, por esse motivo a trilha inca fica fechada esse mês.

Se puder escolher um período, vá na seca pois esse é daquele tipo de viagem dos sonhos, então quanto melhor forem as condições climáticas, mais perfeita será sua viagem.

Onde fica Machu Picchu?

Machu Picchu fica localizada em Águas Calientes a aproximadamente 112 km de Cusco.

Não existem voos diretos do Brasil para Cusco, então o ideal é pegar um voo até Lima e de lá para Cusco. Aproveite a oportunidade e fique uns dias na capital Peruana que tem muito o que se ver.

Machu Picchu Peru Dicas

Machu Picchu – Peru

Quais são as formas de chegar a Águas Calientes?

Existem algumas formas de chegar a Machu Picchu e vamos descrevê-las aqui:

  • Trem:

A maneira mais comum de chegar em Machu Picchu é pegar um trem que sai de Poroy ou Ollantaytambo no Vale Sagrado. As empresas de trem que fazem esse trajeto são a Peru Rail e Inca Rail. Geralmente é recomendado pegar o trem em Ollantaytambo pois assim o viajante aproveita para conhecer a região.

Você pode comprar seus ingressos da Peru Rail aqui e da Inca Rail aqui.

Ambas empresas operam com diferentes horários diariamente, porém recomendamos que na ida, você compre o ingresso para o período da tarde, saindo de Ollantaytambo, assim aproveita para visitar a cidade (com algum passeio comprado em Cusco ou particular, contamos como fizemos neste post aqui).

  • Trilha Inca:

A trilha Inca é considerada uma das melhores trilhas da América do Sul e até mesmo do mundo e algumas empresas organizam essa programação, pois é altamente recomendável que seja feita com alguma empresa de confiança e com um certo preparo físico.

São 43 quilômetros de trilha que são realizadas em 4 dias e 3 noites e o início é no km 82 da ferrovia que vai até Machu Picchu.

Amanhecer vendo o nascer do sol e ao longe as montanhas da cidade perdida dos Incas dizem ser uma experiência única na vida, ainda queremos realizá-la.

  • Van + trilha hidrelétrica:

Essa é uma das alternativas mais baratas para chegar até Águas Calientes, muitos viajantes optam por essa opção. O percurso de van sai de Cusco e leva em torno de 7 horas até o início da trilha pela hidrelétrica e é recomendado que seja organizado por alguma das agências que ficam no centro histórico.

Estando na hidrelétrica a caminhada até Águas Calientes leva em torno de 2 horas a 2 horas e 30 minutos dependendo do seu ritmo.

Como subir até as ruínas?

Existem 2 formas de subir até as ruínas: de ônibus que partem a partir das 5:30 da manhã quase em frente ao Hotel Sumaq e a pé com uma trilha super bem demarcada, mas que exige um certo preparo físico. São 4 km de trilha onde a grande parte do percurso ocorre em escadas com degraus altos e o tempo para subir leva em torno de 2 horas.

Machu Picchu Peru Dicas

Ruínas Machu Picchu

Os ingressos para o ônibus podem ser comprados em Águas Calientes no dia anterior a sua visita próximo a estação de trem ou pela internet aqui.

Os valores custam U$14,00 cada trecho e o tempo de percurso é em torno de 25 minutos com curvas bem sinuosas. Se você é do tipo que enjoa, vale tomar um remédio ou ir com os olhos fechados.

Na volta decidimos voltar pela trilha e achamos bem cansativo, principalmente após a manhã toda andando pela cidade. Ao todo levamos 1 hora e 30 minutos para descer pela trilha.

Onde se hospedar em Águas Calientes?

As hospedagens em Águas Calientes, cidade base para visitar as ruínas de Machu Picchu, são normalmente mais simples e caras. Como na maioria dos casos os viajantes optam por ficar apenas uma noite, achamos super os valores dos hotéis.

Nós nos hospedamos no hotel Jaya Machupicchu e gostamos muito. Bem próximo à estação de trem e a saída do ônibus para as ruínas, prepararam um café da manhã para nossa saída na madrugada e ainda nos permitiram tomar um banho no retorno de Machu Picchu (nossa diária já havia encerrado).

Outras opções:

5 estrelas:

4 estrelas:

3 estrelas:

Caso tenha tempo suficiente, recomendamos fortemente que se hospede uma noite em Águas Calientes para conseguir visitar a cidade mais tranquilamente.

Qual o melhor horário para visitar a cidade?

Sabe aquelas fotos que você vê de Machu Picchu lindas, sem uma multidão de pessoas atrás e com o dia nascendo? Quem nunca sonhou com uma foto assim? Pois é, para conseguir aproveitar a cidade perdida dos Incas da melhor maneira é preciso sacrifício.

Machu Picchu Peru Dicas

Machu Picchu – Peru

É quase unânime entre os viajantes que o melhor horário para visitar a cidade é pela manhã na abertura dos portões. Nós decidimos que gostaríamos de viver essa experiência para termos nossas próprias conclusões e podemos dizer que foi a melhor decisão que tomamos.

Na noite anterior a visita, dormimos cedo e pulamos da cama às 03:00 da manhã. Por volta de 04:00 já estávamos na fila do ônibus e acreditem: já tinham 20 pessoas na fila e uns 20 minutos depois a fila encheu de tal forma que ficamos muito contentes pela decisão tomada.

Embarcamos no primeiro ônibus e às 5:45 da manhã estávamos aguardando a abertura dos portões.

Entrar em Machu Picchu com o sol nascendo e poucas pessoas na cidade foi uma das experiências mais incríveis e marcantes das nossas vidas. Eu (Aline) chorei, de verdade valeu a pena cada minuto de sono perdido.

Como comprar o ingresso para o parque?

Existem muitos lugares na internet onde é possível comprar os ingressos, você pode comprar direto pelo site do governo https://www.machupicchu.gob.pe e receber seu ingresso via e-mail.

Um ponto muito importante é que é necessário escolher o dia e horário exatos que pretende visitar Machu Picchu, então programa-se bem. O mais aconselhável para não ter problemas é dormir uma noite em Águas Calientes como já comentamos aqui.

São 4 tipos de ingressos disponíveis para entrada do parque e com a nova regra de dia e horário para visitação com permanência máxima de 4 horas, aconselhamos quem deseja realizar alguma das trilhas Montanha ou Huayna (montanha onde é possível ver Machu Picchu do topo, porém é necessário realizar uma trilha para subir) comprar ingressos separados para não ficar muito corrido.

Abaixo os tipos de ingressos disponíveis:

  • Bilhete Machu Picchu (2500 espaços por dia): U$70,00
  • Bilhete Machu Picchu + Museu (2500 espaços por dia): U$77,00
  • Bilhete Machu Picchu + Huayna Picchu (400 espaços por dia): U$86,00 – importante comprar com bastante antecedência
  • Bilhete Machu Picchu + Montanha (800 espaços por dia): U$86,00

Precisa de guia para visitar a cidade perdida dos Incas?

Machu Picchu Peru Dicas

Lhamas Fofas

Muitos turistas optam por visitar a cidade com guia, como já havíamos lido bastante sobre a cidade, decidimos ir sem guia para conhecer no nosso tempo. E não nos arrependemos da escolha pois os grupos com guia eram todos muito cheios e corridos e no momento em que eles conseguiam parar para tirar fotos, a cidade já estava bem lotada.

Com isso, se você for como nós que gosta da liberdade de realizar o passeio no seu tempo, não há necessidade alguma de guia.

Caso queira conhecer toda a história do lugar no detalhe, vale muito a pena nesse caso (apesar de ter muuuuuitos relatos em sites na internet).

Onde comer em Machu Picchu?

Saiba que lá no topo não existem restaurantes, apenas um bar onde vendem alguns produtos.

Portanto é importante levar seus próprios lanches e garrafa d’água para não ficar com fome durante o passeio, até porque, somado o tempo de ida e volta com o tempo em Machu Picchu, o passeio dura em torno de 6 horas, portanto garanta sua comida.

Machu Picchu Peru Dicas

Machu Picchu Vazia

O que levar para a cidade?

Como será um dia de muito sobe e desce pelas ruínas, procure não levar muita coisa na sua mochila. Além disso, não é permitido entrar com mochilas muito grandes, tripés e pau de selfie na cidade, para isto, existem porta volumes na entrada que é possível guardar seus pertences.

Aconselhamos levar itens leves como: câmera fotográfica, capa de chuva, água e lanches, protetor solar, óculos de sol e muita disposição! Você não precisará muito mais que isso.

Outras informações úteis:

  • Carimbe seu passaporte na saída do parque para registrar esse momento para sempre;
  • Não é permitido tirar fotos “pulando” nas ruínas, levei uma bronca numa foto dessas pois não sabia da existência da regra;
  • Como já citado anteriormente, programe-se para chegar às 6:00 pois será uma das maiores experiências da sua vida.

Confira também:

  • Top