13 de janeiro de 2020

África do Sul: o que fazer e todas as dicas para planejar sua viagem!

Um país que encanta de primeira, cheio de natureza, aventura e podemos dizer: o que não falta é o que fazer na África do Sul.

A preparação para uma viagem a África do Sul nem sempre é fácil, por isso nesse post vamos dar todas as dicas do país, a preparação para visitá-lo, quando ir, o que fazer documentação e muito mais.

O que fazer na África do Sul

Waterfront em Cape Town

Onde fica a África do Sul?

A África do Sul é um país localizado no extremo sul do continente africano e um dos países mais ricos do continente.

Cape Town, uma das capitais do país, já foi considerada uma das melhores e mais bonitas cidades do mundo e não é a toa, muito verde, montanha, paisagens incríveis e um mar de tirar o fôlego, fazem dessa cidade uma das queridinhas de um roteiro ideal pela África do Sul.

Como chegar na África do sul?

A África do Sul está cada vez mais perto do Brasil devido a quantidade de ofertas de voos diários. A Latam e a South African oferecem voos diretos diariamente para o país a apenas 8h e 40m de distância. Sem contar na quantidade de promoções que são divulgadas envolvendo o destino.

Nós voamos com milhas aéreas em um voo próximo ao ano novo (29/12) e emitimos nossa passagem de ida por 21 mil pontos e a volta por 35 mil pontos. Uma pontuação excelente considerando um voo direto e para outro continente.

O que fazer na África do Sul

Passeio de Helicóptero em Cape Town

Quantos dias ficar?

Quanto mais dias ficar na África do Sul, melhor, porque há muito o que fazer por lá! Essa é a minha resposta!

Nós ficamos 12 dias completos (sem contar o deslocamento de ida e volta) e considero um tempo ideal, porém já estamos planejando um retorno para aproveitar melhor a região dos Safaris.

Veja aqui nosso ROTEIRO COMPLETO DE 12 DIAS NA ÁFRICA DO SUL.

Quando ir?

Devido o clima tropical, a África do Sul pode ser visitada o ano inteiro, porém há algumas particularidades em relação as épocas.

As estações são iguais ao Brasil, portanto no verão, de dezembro a março, é ideal para quem quer aproveitar as cidades de praia e também Cape Town.

Porém para os Safaris, por estar muito quente, se torna mais difícil avistar os animais com maior facilidade, pois devido ao calor eles costumam ficar mais escondidos debaixo das árvores. Apesar disso, a vegetação nos Safaris é mais verde e bonita.

Já no inverno, apesar de não ter o mesmo clima de verão para curtir a região das praias, a probabilidade de ver muito mais animais nos seus Safaris será maior, pois eles ficam muito mais a vontade nessa época.

Se puder escolher, vá em épocas diferentes, para curtir o que cada região tem de melhor. Mas se tiver que escolher, iria no final da primavera ou finalzinho do verão, para poder aproveitar a linda costa da África do Sul e também fazer os Safaris (nós fizemos mesmo no verão e até que vimos bastante animais).

A grande verdade é: independente da época em que você visitar o país, há muito o que ver e fazer por lá.

O que fazer na África do Sul

Safari no Parsons Nature Reserve

Qual moeda levar para África do Sul?

A moeda oficial da África do Sul é o ZAR (Rands Africanos) e sua cotação atual (janeiro/19) é de R$0,29 para 1 Rand.

Quando estávamos pesquisando sobre qual moeda levar para a África do Sul muitos lugares diziam ser o dólar e nós também levamos dólar, porém minha resposta para essa pergunta é: depende da cotação do dólar no momento da sua viagem!

Na maioria das casas de câmbio o real é bem aceito, principalmente em Cape Town e fiz uma conta simples para vocês entenderem como calcular:

Vamos usar como base U$1000,00 para cálculo:

  • Cotação dólar: R$4,30
  • Cotação Rand: R$0,29

Ou seja, U$1000,00 = R$4300,00 …. Para obter esses mil dólares você terá gastado esse valor.

  • U$1000,00 = 14.354 rands (mais ou menos)

Com os mesmos R$4300,00 reais você consegue trocar 14.844 rands.

Sendo assim, se eu soubesse dessa conta antes, certamente teria levado reais para a viagem pois em Cape Town vi muitos brasileiros trocando real por rands numa boa.

O que fazer na África do Sul

Table Mountain

Como se deslocar na África do Sul?

Existem várias formas para se locomover na África do Sul, em especial de Uber que é muito bem aceito no país e os carros são excelentes.

Vale destacar que na África do Sul a mão é inglesa, ou seja, dirige-se pelo lado direito, o que pode ser um pouco confuso no começo.

Há também diversas companhias aéreas Low cost como a Mango e Fly Safair o que é uma facilidade no deslocamento entre cidades.

Existem também os ônibus turísticos hop-on hop-off nas grandes cidades, que você paga um valor diário e pode subir e descer nos principais pontos turísticos.

Como nós fizemos?

Nós utilizamos basicamente 4 meios de locomoção: Uber, carro, avião e motorhome. Sim, viajamos pela Garden Route de Motorhome e falarei mais a seguir.

Tanto em Cape Town como no deslocamento para o Kruger nós alugamos um carro e seguimos viagem por conta própria.

Na Garden Route (ou Rota Jardim), seguimos viagem de MotorHome (casa sobre rodas) e foi uma experiência incrível.

Para ir de Joanesburgo (nossa base de ida e volta de São Paulo) para Cape Town voamos com a Fly Safair e em 2 horas chegamos na cidade e de Port Elizabeth para Joanesburgo com a Mango.

No geral, foi muito fácil se locomover na África do Sul porque as estradas são excelentes e muito bem sinalizadas.

O que fazer na África do Sul

Muizenberg Beach e suas casinhas coloridas

O que saber antes de ir?

Precisa de visto?

Para nossa sorte, nós brasileiros não precisamos de visto para entrar na África do Sul, apenas o passaporte válido e o comprovante da vacinação contra febre amarela já são suficientes para entrar no país.

Aproveito para mencionar que essa informação é valida também para cidadãos portugueses.

Vacina Febre Amarela:

Antes de viajar para África do Sul é importante garantir que você tenha tomado a vacina contra a febre amarela pelo menos xx dias antes do embarque.

Ressalto que isso é um tema muito importante, pois no aeroporto de São Paulo já nos cobraram o comprovante internacional de vacinação (CIV) e vimos 4 pessoas que não embarcaram por não estarem de posse dele.

Seguro Viagem:

Uma viagem internacional é muito importante a emissão de um bom seguro viagem, imprevistos acontecem e é sempre bom estarmos preparados para eles, não é mesmo?

Pensando nisso, após a emissão das passagens esse é um dos principais itens a serem logo emitidos.

Nós sempre utilizamos a Seguros Promo, que é um comparador de preços e coberturas para suas necessidades e o que é melhor: é possível parcelar em até 12 vezes sem juros.

Eles são parceiros aqui do blog e fechando por aqui com o cupom: CHECKINS5 você ganha 5% de desconto no seguro viagem e ainda nos ajuda a manter o blog ativo. 🙂

O que fazer na África do Sul

Boulders Beach – Praia dos Pinguins

Quanto custa viajar para África do Sul?

Por incrível que parece, viajar para África do Sul não é tão caro quanto parece. Pelo fato da moeda ser desvalorizada perante o real, achamos os preços atrativos em relação aos praticados no Brasil.

Quais principais cidades ou rotas para incluir no meu roteiro?

Conforme mencionado desde o início desse artigo: há muito o que fazer na África do Sul! Pensando nisto, vamos deixar aqui uma lista com as principais cidades para conhecer no país:

  • Joanesburgo, Cape Town, Garden Route: Hermanus, Gansbaai, Mossel Bay, Knysna, Plettenber Bay, Jefreeys Bay e Port Elizabeth, Hoedspruit (base para o safari no Kruger).
O que fazer na África do Sul

Knysna Elephant Park

Nosso roteiro de 12 dias pela África do Sul

  • Joanesburgo: 1 dia (descanso e adaptação fuso horário)
  • Cape Town: 4 dias
  • Garden Route: 3 dias
  • Kruger: 2 dias
  • Deslocamentos: 2 dias

Aproveite e veja nosso ROTEIRO COMPLETO DE 12 DIAS NA ÁFRICA DO SUL.

Informações úteis:

Fuso Horário:

A África do Sul está 5 horas a frente do Brasil, ou seja, prepare-se para se adaptar com o fuso horário no primeiro dia da sua chegada.

Tomada e Voltagem:

As tomadas sul africanos são aquelas de 3 pontos redondos, então é interessante levar um adaptador universal para não ter problemas.

A maioria dos lugares que nos hospedamos possuíam adaptador, então facilitou um pouco a nossa vida.

A voltagem na África do Sul é 220V.

Idioma:

A África do Sul é um país com 11 línguas oficiais, e o que mais nos chamou a atenção é que todos os sul-africanos falam no mínimo 2 línguas e uma delas, claro é o inglês.

Apesar de algumas vezes ser um pouco difícil de compreender como eles falam, o inglês é falado por todos os cidadãos sul-africanos e não tivemos problemas na comunicação.

Conclusão:

Nós amamos a África do Sul e já estamos planejando um retorno. Esperamos que tenham gostado dessas dicas de como planejar sua viagem para esse país fascinante.

E lembrem-se: independente da época da sua viagem, há muita coisa que fazer por lá.

Leia também: Roteiro 7 dias em Santiago e Atacama.

Abraços,

Aline

  • Top